Os factóides de Bolsonaro

Pedro Ribeiro

jair bolsonaro, sae, secretaria de assuntos estratégicos, ministério, bruno grossi, ministério da economia, governo federal

As redes sociais ficaram inflamadas nesta manhã de sexta-feira quando tomaram conhecimento de que o presidente Jair Bolsonaro poderia desmembrar o Ministério da Justiça tirando da alçada do ministro Sergio Moro a Segurança Nacional e, consequentemente, a Polícia Federal. Foi um bafafá até que o Presidente da República usou das mesmas redes sociais para desmentir os boatos e reafirmando sua confiança na competência e trabalho de Moro.

O próprio ministro Sergio Moro não apostava nesta medida. Bolsonaro vem criando factóides efêmeros. Lembramos que ele brigou com o filho, zero dois, que vinha fazendo este trabalho de terrorismo de bastidores. Como era coisa que o filho se encarregava antes a mando dele, agora é ele próprio que o faz.

Isso ocupa e desvia a atenção da mídia e, por outro lado, expõe e fortalece ainda mais a figura do Moro. Pode ser tentativa de desgaste com de eventual fortalecimento de Moro para compor a próxima chapa. Se não fosse factoide, ele não teria voltado atrás assim tão rápido na divisão da pasta.

Bolsonaro tem, a seu lado, uma equipe só para fazer malvadeza. Cabe, nestes casos, ao general Augusto Heleno sair a campo para desmentir, pois nem seu porta-voz tem conhecimento dos factóides que serão lançados no dia seguinte.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="680605" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]