País vai somando mortos enquanto Bolsonaro confronta governadores

Pedro Ribeiro


Enquanto o Brasil vai somando e contando seus mortos pela Covid-19, onde estudos científicos realizados pela Universidade de Washington, indicam que os óbitos poderão chegar a 90 mil no país, o presidente Jair Bolsonaro continua ampliando confronto com os governadores que tentam, de todas as formas evitar o pior em seus estados.

O que observamos, com isso, é um presidente enfraquecido que não sabe como enfrentar a pandemia, desde que demitiu o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta e se defende com ataques a governadores, ao Supremo Tribunal Federal.

Enquanto isso, avança a investigação no Supremo Tribunal sobre suposta participação nos assuntos internos da Polícia Federal que provocou a saída do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. Tudo leva a crer que Bolsonaro tenha, mesmo, ingerido na troca de direção da Polícia Federal para evitar mau maior a membros da sua família.

Bolsonaro vem caindo nas pesquisas e sua rejeição já passa de 50%, segundo pesquisa divulgada esta semana pela CNT.

Agora o presidente parece que vendeu a alma para vários partidos da velha política que tanto criticava. Ao chamado Centrão, oferece cargos em troca de segurança política e de um possível impeachment, já que as acusações e Moro contra ele são pesadas e podem resultar até mesmo na sua saída, caso um dos pedidos que tramitam no Congresso Nacional tenha mais de 2/3 de aprovação dos parlamentares.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="698827" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]