Para assaltar população, o pedágio é rápido, mas para cumprir legislação, não, critica Moura

Pedro Ribeiro

 

Indignado das barbáries que vem acontecendo nas praças de pedágio do anel de integração, o deputado estadual, Nereu Moura, votou a lembrar sobre projeto de lei, de sua autoria, onde as praças de pedágios que não cumprirem o que determina a legislação, principalmente em relação às filas acima de 300 metros, deverão ser punidas.

“Para assaltarem a população com tarifas abusivas, cada linha dos contratos (duvidosos) é seguida à risca, já as normas que beneficiam a população são esquecidas. Quero deixar esse direito mais do que claro na legislação”, afirma o parlamentar.

Se a espera nas praças de pedágio do Paraná ultrapassar os 10 minutos, as catracas têm de ser liberadas. O mesmo deve acontecer se a fila superar os 300 metros. É o que diz o projeto de lei do deputado Nereu Moura que foi aprovado na Assembleia Legislativa.


A norma já é prevista pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), mas, como só vale nas rodovias federais, dificilmente é colocada em prática.

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook