Para deputado João Arruda, AERP tem visão míope sobre as rádios comunitárias

Pedro Ribeiro

 

Enquanto um grupo de deputados estaduais, liderados pelo peemedebista Nereu Moura, se esforça para dar apoio às rádios comunitárias, que levam informações e cultura às periferias das grandes cidades e aos rincões dos pequenos municípios, a Associação das Emissoras de Rádios do Parfaná (Aerp) rema ao contrário, causando constrangimento junto aos parlamentares estaduais que se somam ao deputado federal, João Arruda.

“A nota da Aerp, em resposta à audiência pública sobre rádios comunitárias realizada nesta segunda-feira (9), demonstra a politização, ou melhor, o interesse de curtíssimo alcance, míope, de uma associação que se rendeu à preguiça. As rádios, em constante ameaça de desaparecimento, especialmente a partir dos anos 50, em decorrência das mudanças tecnológicas, sempre souberam se reinventar. Hoje, transmitidas pela internet, ouvidas pelo celular, demonstram que o rádio está vivo, útil, e que pode ter a profundidade necessária para representar as comunidades”, pontuou o deputado Arruda que participou da audiência pública na Alep sobre alternativas de apoio às rádios comunitárias.

Segundo o deputado federal, “a Aerp, em tempo de se recolocar em posição ética – especialmente quando se recorda do histórico trágico e recente do jornalismo que produziu – deu-se agora às notícias maldosas, rasas. Sem saber do que se tratou a audiência pública – que foi amplamente divulgada por mim, pela Assembleia Legislativa e por tantos outros participantes – divulgou uma lista de políticos que, na tese oca de quem concebeu e escreveu o texto, são contrários às rádios comerciais”.


Antes beirasse o ridículo, mas, francamente, é um mergulho completo no ridículo. As rádios e redes que entendem o jornalismo como construção para nosso estado serão constantemente alertada, relembradas, do que se trata a Aerp. De qualquer modo, representantes de rádios comerciais relevantes entraram em contato comigo e com outros deputados, contrários à tentativa de constrangimento da Aerp.

A discussão das rádios comunitárias e comerciais – o futuro da comunicação e da informação – infelizmente deixa de ser, espera-se que temporariamente, um assunto no qual a Aerp tenha com o que colaborar.

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook