Paraná apresenta Geração Atitude e Assembleia no Enem como experiências inovadores

Pedro Ribeiro


 

 

Experiências inovadoras desenvolvidas na Assembleia Legislativa do Paraná foram os grandes destaques no XVIII Encontro da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas, realizado em Natal (RN) na última semana. Entre elas o Parlamento Universitário, o Geração Atitude e o Assembleia no Enem. Os programas inéditos do Paraná, desenvolvidos na gestão do deputado Ademar Traiano (PSDB), chamaram a atenção dos diretores de outras Escolas do Legislativo. Os resultados obtidos no Paraná surpreenderam. Representantes de diversos estados pediram mais informações e manifestaram interesse em copiar os projetos.

 

A Assembleia do Paraná foi representada pelo diretor da Escola do Legislativo, Dylliardi Alessi, e pela diretora de Comunicação, Kátia Chagas. Eles apresentaram os novos programas desenvolvidos pela Escola do Legislativo do Paraná, que completou um ano de funcionamento. O encontro teve a presença do presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), e representantes de 20 estados. O diretor da Escola do Legislativo do Paraná, Dylliardi Alessi, que também é diretor Legislativo, apresentou um vídeo e detalhou a criação do Parlamento Universitário.

A diretora de Comunicação da Assembleia, Kátia Chagas, relatou aos participantes do Congresso os resultados de dois programas inéditos no país: Geração Atitude e Assembleia no Enem. “São projetos que envolvem os alunos do ensino médio das escolas estaduais do Paraná e levam conhecimento sobre o funcionamento dos Poderes. Jovens de 14 a 18 anos são motivados a participar da vida pública”, explicou. “Essa é a linha de trabalho foi definida pelo presidente Ademar Traiano”, enfatizou. Segundo a diretora, através de uma parceria com o Ministério Público e o governo do estado, a Assembleia está presente em 160 escolas públicas do Paraná e leva conhecimento a 5 mil alunos.

O Parlamento Universitário, explicou Dylliardi Alessi, é uma parceria da Assembleia com a Universidade Federal do Paraná (UFPR). Estudantes de Direito vivenciaram, por uma semana, de uma experiência de imersão como deputados estaduais. Os alunos participaram de todas as etapas, como a sessão preparatória de posse dos deputados, eleição da Mesa Executiva, composição de comissões, sessões plenárias, formação das lideranças dos partidos, apresentação e votação de projetos. 

“Eles simularam todas as atividades dos deputados. Foi um evento completo, com o projeto legislativo exatamente igual ao Parlamento de verdade”, explicou Dylliardi Alessi. O resultado positivo dessa experiência, segundo o diretor, foi comprovado pelas entrevistas dos estudantes na imprensa e manifestações nas redes sociais. “Percebemos que eles saíram com uma nova visão sobre a Assembleia Legislativa, e uma nova forma de encarar a política e os políticos. 

Kátia Chagas destacou o interesse despertado no encontro pelo Guia do Cidadão, uma publicação da Alep sobre as funções dos Poderes, sistema eleitoral e a importância do voto. Durante a palestra, foram distribuídos exemplares do Guia do Cidadão. “Os diretores de Escolas quiseram levar o material e vários pediram ajuda para implantar o programa em seus estados. É uma honra ver que os nossos programas para jovens despertam o interesse e motivam outras assembleias legislativas a seguir os mesmos passos”, comemorou.

Outro projeto que chamou a atenção no Congresso foi o Assembleia no Enem. Mais de 400 aulas preparatórias para o Enem e vestibulares são transmitidas pela TV Assembleia e pela internet. O Plenário da Assembleia abrigou aulões preparatórios com mais de 500 estudantes e foi lançado o 1º Concurso de Redação da Alep, que reuniu 50 mil alunos. O Assembleia no Enem é apontado por especialistas como um dos responsáveis pelo Paraná ter assumido a dianteira no ranking nacional do Enem.

O diretor da Escola da Assembleia do Rio Grande do Norte, Carlos Russo, disse que tem interesse em implantar de imediato alguns projetos, como o Geração Atitude. Para Florian Madruga, presidente da Associação Brasileira das Escolas do Legislativo e de Contas, a presença do Paraná será obrigatória nos próximos eventos nacionais. “Queremos ouvir as boas práticas e trocar experiências”.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal