Paraná está ruim e precisa de choque de realidade, afirma Osmar Dias

Pedro Ribeiro


Contrariando a propaganda institucional do governo e até mesmo relatório do jornal Valor, com dados do Ipardes, de que o Paraná estaria com as contas em dia, o pré-candidato do PDT ao Governo do Estado, Osmar Dias, afirma que o Paraná “está em situação ruim, que vai preocupar não só o próximo governador, como também os empresários”. O candidato sustenta suas afirmações, feitas em entrevista à Band TV Curitiba, com trechos publicados no jornal Metro desta sexta-feira, citando R$ 3,4 bilhões de ICMS que foram adiantados, bem como os royalties de Itaipu até 2021, além de rombo de R$ 6,5 bilhões no ParanáPrevidência. “Prometeram dar um golpe de gestão, gora precisa de um choque de realidade, isso é o que precisamos fazer”, sustenta Osmar Dias.

O pré-candidato disse que é preciso cortar cargos na máquina pública, fortalecer as estatais e buscar investimentos. A Sanepar não precisa de lucro de R$ 1 bilhão e a Copel deve priorizar o Paraná e não Mato Grosso ou Bahia. Dias explicou que trabalha com um plano prazo, para 30 anos. “O que vou propor não está sendo chamado de plano de governo, mas de programa de estado e isso faz muita diferença”, pontuou. Também defendeu o fortalecimento do agronegócio, como prioridade, com investimentos em tecnologia, formação de pessoal técnico pelas universidade estaduais e fornecimento de internet pela Copel Telecom. Sobre segurança pública, disse: “Daqui a pouco vamos ter um policial por cidadão e não vai dar certo. É preciso envolver a comunidade e investir em tecnologia”.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.