PDT esclarece que Osmar Dias nunca pediu intermediação para dinheiro em campanha

Pedro Ribeiro


Em relação ao aparecimento do nome do ex-senador paranaense e candidato ao governo do Estado do Paraná, Osmar Dias (PDT) na lista do ministro Edson Fachin, do Superior Tribunal Federal, que investiga pagamentos de propina e caixa dois em campanhas políticas, o PDT enviou a  seguinte nota:

O presidente Carlos Lupi, do PDT Nacional, esclarece que os recursos repassados para o ex-senador Osmar Dias, em 2010, são de exclusiva responsabilidade do Diretório Nacional. Toda responsabilidade sobre esta questão, cabe à Direção Nacional do PDT. Esclareço, ainda, que o ex-senador Osmar Dias jamais autorizou a intermediação de recursos com qualquer empresa. A Direção Nacional deixa claro que todos os repasses realizados, em 2010, para a então candidatura de Osmar Dias ao Governo do Paraná, foram oficiais, registrados e devidamente contabilizado, conforme determina a legislação eleitoral.  (Carlos Lupi, presidente do Diretório Nacional do PDT).pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="487827" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]