Pesquisa traça perfil do curitibano que se acha produtivo e tem medo de perder o emprego

Pedro Ribeiro


 

Levantamento sobre o comportamento do curitibano, realizado pela Fundação Ulysses Guimarães, traça um perfil do morador da capital paranaense e revela sua principal preocupação que é ficar sem emprego. Para o presidente do MDB do Paraná, ex-deputado federal João Arruda, a sondagem mostra o que pensa os curitibanos sobre o futuro. “Eles se revelam mais otimistas, esperançosos com sua cidade e com o que pode ser feito para melhorar e também se consideram produtivos, ou seja, trabalhadores”, observa Arruda.

“Os curitibanos tem receio de perder o emprego e 70% deles não pensam em deixar a cidade para buscar mercado em outras capitais, cidades ou mesmo estados”, observa o presidente do MDB do Paraná.

A pesquisa deverá nortear ações do MDB no processo de construção de uma candidatura própria à Prefeitura de Curitiba em 2020.

Segundo João Arruda, principal nome do partido para disputar o pleito, o objetivo do levantamento foi aprofundar o conhecimento sobre as características dos curitibanos no atual momento da cidade.

“Esses dados certamente dão embasamento para um debate mais sólido sobre o que queremos para a cidade, para a construção de um plano de trabalho, de um plano de governo”, afirma Arruda.

A pesquisa revela que, de modo geral, os curitibanos estão satisfeitos com a cidade e se sentem orgulhosos por morar nela. Apesar disso, a maior parte dos moradores da cidade reconhece nos conterrâneos a  fama de pouco comunicativos e antipáticos.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.