Petrobras quer recuperar rombo da corrupção pelo bolso do cidadão

Pedro Ribeiro


 

O presidente da Fetranspar, coronel Sergio Malucelli, disse a esta coluna que os empresários do setor de transportes de cargas rodoviárias apoiam o movimento de paralisação iniciado pelos caminhoneiros autônomos que protestam contra os sucessivos reajustes nos preços dos combustíveis. Alerta, no entanto, que não compactua com baderna, violência e a proibição dos transportadores que não aderirem ao movimento. “Tem que se respeitar o direito de cada um de ir e vir”, pondera.

A Fetranspar, segundo Malucelli, vem tentando negociar com a Petrobras, porque não podem repassar às empresas contratantes, que negociam antecipadamente as cargas, as tarifas de reajustes que vem ocorrendo semanalmente. È preciso, também, conscientização por parte da estatal que quer recuperar o enorme prejuízo causado pela corrupção, no aumento das tarifas, ou seja, pelo bolso do

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="524719" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]