Piana, um honrado guerreiro na trilha de um Paraná soberano

Pedro Ribeiro


 

Darci Piana, gaúcho de nascimento e paranaense de coração, é um guerreiro com medalhas por bravuras enfrentadas nas trincheiras da vida pessoal, privada e nos gabinetes tomados por adversários desconformados com as mudanças que ele defende, ao lado do governador Ratinho Junior, nas relações de poder na sociedade.

O vice-governador é, também, um guerreiro por entender, na vida pública, a letargia dos opositores conformados e tentar, sempre que é possível, estimulá-los a aceitar os desafios de um mundo melhor, de um Brasil e um Paraná prósperos.

Piana deve ter sido transportado de algum jardim fértil para ajudar a construir o desenvolvimento do Paraná. É banhado de sensibilidade, tem carisma e dignidade de grandeza.

De Palmas para Curitiba e ao Palácio Iguaçu, vem traçando com perfeição o caminho que trilha, contribuindo, com cores fortes, os destinos de um novo Paraná na gestão do jovem governador Ratinho Junior.

Dono de uma lucidez invejável e rara disposição para o trabalho, Piana é um cidadão filtrado para o bem. Generoso, justo, honesto e um homem apaixonado pela família e pelo Paraná, terra que o acolheu da longínqua Carazinho, Rio Grande do Sul, onde nasceu.

A travessia do empresário e político Darci Piana recorre há mais de 50 anos quando começou efetivamente a participar das grandes discussões paranaenses em torno da economia, com seus reflexos imediatos e futuros.

Piana sempre esteve na linha de frente de uma instituição ou federação classista. E tudo o que fez e ainda faz hoje é filtrado, transparente, para que não reste qualquer dúvida ou questionamento, seja no âmbito pessoal ou profissional. Um vencedor, portanto, guerreiro.

Quando Ratinho Junior se lançou candidato ao Governo do Paraná, não teve dúvidas em convidar o empresário, presidente da Federação do Comércio do Paraná e um dos líderes do G7 – grupo formado pelas maiores lideranças estaduais do setor produtivo – para ser seu parceiro na vice-governança. Sabia que podia contar com um cidadão altamente compromissado com o Paraná e sua gente.

O empresariado paranaense aprovou a escolha e os políticos deram voto de confiança. Todos acertaram. Hoje, Piana continua sendo um líder empresarial e um político que abre e pavimenta caminhos para que Ratinho Junior e seu governo deem a este Estado a dimensão que merece no mapa do Brasil. Dois vencedores com perspectivas de sucesso garantido no presente e futuro.

Ao Darci Piana cito uma frase de Santo Agostinho que trago comigo há muitos anos e que traduz o que penso sobre o vice-governador paranaense: “enquanto houver vontade de lutar haverá esperança de vencer”.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="803331" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]