PIB paranaense cresce e BRDE oferta R$ 850 milhões de crédito

Pedro Ribeiro


 

Mais uma boa notícia do governo paranaense que vem da Agência Estadual de Notícias: O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná cresceu 1% no terceiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018, e 0,1% na comparação com o segundo trimestre deste ano. Foi a segunda variação positiva consecutiva, de acordo com dados do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).

A projeção do Ipardes para o PIB estadual de 2019 é de crescimento de 0,7%, em contraste com a queda de 0,4% observada em 2018 e em três dos últimos cinco anos já analisados – 2014, 2015 e 2016. No acumulado dos primeiros nove meses de 2019, o PIB paranaense avançou 0,13%, puxado principalmente pela expansão da produção industrial (2,3%).

Segundo análise do Ipardes, a projeção para o ano leva em conta a continuidade do dinamismo da produção industrial, a retomada do consumo, o aumento da produção de energia elétrica e a estabilidade climática para o agronegócio, o que ajuda a impulsionar o setor de comércio e serviços.

A produção industrial paranaense cresceu 6,9% no acumulado dos primeiros onze meses de 2019, também criamos quase 75 mil novos empregos. Atraímos mais de R$ 23 bilhões em investimentos privados no ano passado. Isso mostra que o Paraná está na vitrine e, aos poucos, reverte a trajetória negativa da economia”, aponta o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) viabilizou em 2019 a oferta de R$ 850 milhões de crédito a empresas paranaenses em vários segmentos econômicos. Mais do que o crédito em si é o resultado da aplicação desses recursos que faz a diferença. O montante contribui para a criação de empregos, melhoria dos salários e com o desenvolvimento de negócios que geram prosperidade e favorecem o crescimento da economia no Paraná.

Apenas no cooperativismo foram investidos cerca de R$ 387 milhões em projetos prioritariamente voltados para agroindústria, seguidos daqueles de melhoria da infraestrutura. O volume considera tanto o financiamento para cooperativas como para cooperados.

O fortalecimento das atividades das cooperativas estimula o aumento da produção e melhora no poder de negociação, com condições comerciais mais justas para o produtor rural.

De acordo com o BRDE, o apoio ao pequeno produtor também integra esse processo e traz benefícios para todo o setor do agronegócio que, não por acaso, representa 65% da carteira ativa no Estado, com mais de R$ 180 milhões em crédito para os agricultores paranaenses apenas em 2019.

SAFRA 

O pesquisador Daniel Nojima, diretor de Estatística do Ipardes, aponta que o clima deve permitir boa recuperação da primeira safra de grãos em 2020, o que contribui para o crescimento paranaense ao longo dos próximos trimestres. “Além disso, o aumento na demanda por crédito agrícola, a progressiva recuperação do mercado de trabalho, e as melhores perspectivas da economia brasileiras reforçam a trajetória de crescimento do Estado”, acrescentou.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no Estado e serve para medir a evolução da economia. As projeções para 2020 e 2021 indicam crescimento estável, na casa de 2%.

PIB NACIONAL –

O PIB nacional do terceiro trimestre de 2019 cresceu 1,2% em relação ao mesmo período do ano retrasado e 0,6% na comparação com o trimestre anterior, segundo o IBGE. Os principais destaques foram a agropecuária (1,3%), indústria (0,8%) e construção civil (1,3%).

O órgão também revisou o resultado do PIB do segundo trimestre para uma alta 0,5%, ante leitura anterior de 0,4%. O resultado do primeiro trimestre foi revisado para 0%.

ATIVIDADE ECONÕMICA

Boletim elaborado pela Secretaria de Estado da Fazenda mostra que a atividade econômica no Paraná segue em alta, com crescimento de 2,45% nos últimos 12 meses (até outubro de 2019), conforme o Índice de Atividade Econômica Regional do Banco Central. O balanço registra também aumento de 1,6 ponto no Índice de Confiança do Empresário Industrial do Paraná (ICEI) em dezembro, em relação ao mês anterior.

O boletim, que faz uma compilação de todos os indicadores econômicos importantes para o Paraná, foi criado em outubro de 2019 e é publicado mensalmente na página da secretaria (www.fazenda.pr.gov.br).

A publicação aponta, entre outros dados, que o comércio paranaense mostrou sinais de crescimento (+3,2%) em outubro de 2019, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="677944" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]