PMDB fará coligação na proporcional mas não abre mão do Senado e da vice

Pedro Ribeiro


 

O PMDB paranaense entra na disputa com coligação irrestrita na proporcional. Não abre mão, no entanto, da vaga para o Senado, que ficará no partido e é do senador e candidato à reeleição, Roberto  Requião, além da vaga de vice-governador. A afirmação é do deputado estadual Requião Filho. Não tem conversa.

Depois de dar esta informação à coluna, Requião Filho partiu para críticas ao executivo estadual logo após a decisão da governadora Cida Borghetti de retirar o projeto para aumento de reajuste para o executivo, legislativo e judiciário, jogando o abacaxi para após o período eleitoral: “Eles sabiam que iam perder e retiraram o projeto. Deixarão para votar depois das eleições”.

Também lançou dardos venenosos sobre a corrupção na área da educação, afirmando que “os reflexos da corrupção prejudicam investimentos em Educação no Paraná”. Este tema foi discutido em Audiência Pública realizada pelo Deputado Requião Filho na manhã desta terça  na Assembleia Legislativa do Paraná.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="535663" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]