Por enquanto ainda obedece

Pedro Ribeiro


Alceo Rizzi

Pode ser apenas coincidência, fato irrelevante e sem a menor importância ou correlação. Nunca se sabe. Mas, foi a CPI do Senado ser instalada que o presidente tratou de trazer agora a tiracolo o inepto general que ocupou o Ministério da Saúde com sua tropa, cujo desastre de comando resultou nessa calamidade sanitária que o País enfrenta. O levou convidado para passeio a uma cidade de Goiás, em companhia de outro General, o agora Ministro da Defesa, a quem o Tribunal de Contas da União acusa de ter sido também omisso no combate a pandemia enquanto estava na Chefia da Casa Civil do governo. O ex-ministro da Saúde parece que ganhou mais peso no governo. Virou fardo que merece atenção, está sem tropa nem cargo definido, ainda não acharam onde encostá-lo. E precisa ainda de foro privilegiado para enfrentar também outra investigação em processo sobre sua inépcia criminosa no comando da pasta, além da CPI agora instalada. Será um dos primeiros convocados a se explicar sobre sua desastrosa gestão no Ministério, deixá-lo solto e abandonado pode ser inconveniente ainda mais indesejado. É preciso afagos e cuidados. Para que assuma todas as responsabilidades no caso do delinquente enfrentamento do governo no combate à pandemia. Manter a mesma disciplina do que já disse: uns mandam, outros obedecem. A menos que resolva chutar o balde. Parece que é tudo o que se quer evitar. Mas, nunca se sabe.

Alceo Rizzi é jornalista

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="758666" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]