Presença de Requião em evento com Cida e Barros movimenta bastidores da política

Pedro Ribeiro


 

 

Pela primeira vez, desde que os candidatos colocaram seus nomes para disputar o Palácio Iguaçu, o senador Roberto Requião (MDB), a governadora Cida Borghetti (PP) e o deputado federal, Ricardo Barros (PP), aparecem juntos em um evento na cidade de Mandaguari. Com direito a pose para foto.

Esse encontro motivou várias especulações. Há quem afirme que foi apenas uma coincidência no evento sobre rádios comunitárias. Outros afirmam que o  jogo do Requião nesta semana, com o anúncio de que o partido estava buscando negociações com outros candidatos, tinha como objetivo apenas garantir que a bancada de deputados do PMDB na Alep também receba recursos dos novos convênios do estado com os municípios.

Avaliando um pouco mais, não é segredo que Requião, apesar de não ter uma boa elação com Barros, tem admiração antiga pela governadora Cida Borghetti que o teria ajudado a fazer sua primeira campanha à Prefeitura de Curitiba. Cida trabalhava em uma agência de publicidade.

Nos bastidores se fala que se o casal se afastar do candidato ao Senado e ex-governador Beto Richa, podem até discutir a possibilidade de uma aliança. Cida tem tomado medidas que são parecidas com as do Requião, como o anúncio do fim dos contratos de pedágio, coisa que nem o Osmar Dias defendeu e a retomada do diálogo com os servidores.

Cida também apoiou a greve dos caminhoneiros e criticou o governo do presidente Michel Temer, o que Requião aprovou. Mas, pecou: deixou que o preço de energia aumentasse. Se voltar atrás, e se afastar definitivamente do Richa, tudo pode acontecer, diz uma fonte bem chegada a Requião.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal