Pressionado, Bolsonaro terá que ouvir os chorões do Congresso Nacional

Pedro Ribeiro


Por mais que segurou, o presidente Jair Bolsonaro não terá outra opção a não ser conversar  ou pelo menos ouvir representantes de partidos políticos. Logo ele, que bateu no peito e disse à população que nenhum ministro tinha indicação política e que não iria dar expediente no Congresso Nacional justamente para não negociar com parlamentares a reforma da Previdência ou qualquer outra demanda do Executivo, terá que aguentar a cambada.

A pressão maior vem do chamado “centrão” e o chefe da Casa Civil, Onix Lorenzoni, já admitiu que Bolsonaro não descarta convidar partidos políticos para participar da base de apoio do seu governo. O primeiro passo para a aproximação se dará nesta quinta-feira, quando o presidente recebe dirigentes de sete partidos políticos, entre eles Geraldo Alckmin(PSDB), seu concorrente na disputa eleitoral de 2018.

“Para que tenhamos uma base constituída, a gente precisa dialogar, convidar e abrir as portas. É o que nós estamos fazendo”, afirmou Onyx logo após participar de reunião da executiva nacional do DEM, seu partido. Embora tenha três ministros no governo – além da Casa Civil, Agricultura (Tereza Cristina) e Saúde (Luiz Mandetta) – o próprio DEM não integra a base de apoio do governo.

Já em relação ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com quem trocou Bolsonaro trocou farpas na última semana, o encontro será reservado.

“Declaro de antemão que não vamos pedir nada ao presidente. Nem hoje e nenhum dia vou participar de discussão com o presidente sobre cargos”, afirmou o prefeito de Salvador, ACM Neto em entrevista ao Estadão.. Para complementar: “Não vamos participar de movimento coletivo para criar dificuldades para depois colher dificuldades”.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="608330" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]