Que o presidente argentino cuide de seu quintal que está sujo

Pedro Ribeiro

Fernández diz que brasileiros vieram da selva e argentinos chegaram de barco da Europa

 

Que a maioria dos argentinos são prepotentes, não há dúvida, basta lembrar do dito que o argentino é um italiano que fala espanhol e pensa que é inglês”. Menos de 30 dias do papa argentino Francisco insinuar que o brasileiro é cachaceiro, vem agora o presidente da nação, Alberto Fernández, dizer que os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós, argentinos, viemos de barcos. Barcos que vinham da Europa, e assim construímos nossa sociedade”. No mínimo insensível. Este “gringo” deveria cuidar do seu país e da sua gente ao invés de chamar os brasileiros de, literalmente, “selvagens”.

ORIGENS DE SANDICES

Essa bobagem dita pelo presidente da Argentina sobre a origem do brasileiro comparada a de Los Hermanos, parece ciúme que João de Barro tem de Sabiá Laranjeira, as aves símbolos dos dois países. O de ave que canta como se estivesse gritando em contraponto ao que se assemelha ao som de uma flauta. Uma comparação despropositada, para tentar dar algum sentido a essa despropositada sandice que o portenho e presidente Argentino poderia ter evitado. Se for por este aspecto, o de falar asneiras, vai acabar se identificando com seu colega brasileiro, sem saber também ao certo de onde veio. É um elo perdido na evolução das espécies. (Alceo Rizzi, jornalista).

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="769348" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]