Sintonia Fina
Compartilhar

Ratinho Junior deveria se basear no “manual da transição” que elimina mordomia

 O juiz federal e comandante da Operação Lava Jato, Sergio Moro, está no Rio de Janeiro onde conversa ainda ..

Pedro Ribeiro - 01 de novembro de 2018, 09:11

 

ANÚNCIO

O juiz federal e comandante da Operação Lava Jato, Sergio Moro, está no Rio de Janeiro onde conversa ainda nesta manhã com o presidente eleito Jair Bolsonaro sobre o Ministério da Justiça.

Se o governador Ratinho Junior for realmente seguir os passos do presidente Jair Bolsonaro que vai promover o enxugamento da máquina administrativa, com redução do número de ministérios e fim das mordomias, deveria, também, criar o manual sugerido pelo presidente Michel Temer. Só falta combinar com a governadora Cida Borghetti. Por falar, o governador eleito e sua equipe estão tensos com a data de três de dezembro para iniciar a transição, pois acham o espaço de tempo, até a posse, dia primeiro de janeiro de 2019 muito curto.

No manual sugerido por Temer a Bolsonaro inclui informações práticas sobre uso de carro oficial (agora restrito a ministros), telefone celular funcional e diárias, além de passagens aéreas. O “Guia Informativo Simplificado” esclarece, por exemplo, quem no Poder Executivo ganha auxílio-moradia, diárias ou passagens aéreas. O manual da transição também mostra que alguns servidores terão direito a celular oficial, mas, se exceder o limite, é ele quem paga a conta.

ANÚNCIO