Ratinho Junior governará com filosofia de Estado-sociedade

Pedro Ribeiro


No Paraná não existirá Estado Máximo, nem Estado Mínimo, mas Estado Necessário. A recomendação, da Fundação Dom Cabral, que fez um estudo sobre o Paraná, será levada à risca pelo governador Ratinho Junior, que transforma esta filosofia de governo em “Estado-sociedade”. E promete: “Vamos ficar entre os três Estados mais enxutos do Brasil, contemplando todas as áreas com eficiência. Este enxugamento vai reduzir o custo e dar mais eficiência na prestação de serviço ao cidadão”.

Enxugamento que o governador quer dizer é a extinção de 13 secretarias, reduzindo das atuais 28 para apenas 15. Com isso, a proposta é a de economizar R$ 3,9 milhões por mês com o desmonte de parte da máquina administrativa, ou seja, R$ 300 mil por mês de cada pasta. Esse tratoraço também atingirá, mais adiante, autarquias e núcleos regionais. O governador só não comentou sobre demissões de pessoal.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal