“Ratinho Junior, Osmar Dias e Cida Borghetti estão empatados”

Pedro Ribeiro


 

Caro leitor, cuidado com este título. É fake news

“Os candidatos ao Governo do Estado do Paraná, deputado estadual Ratinho Junior (PSD), e Osmar Dias (PDT) estão empatados com 85% das intenções de votos, cada um, segundo pesquisa realizada pela Malon.com, que ouviu 2.500 pessoas entre os dias 21 e 22 de abril”. A mesma empresa especializada em pesquisas de opinião pública revelou que o “juiz federal, Sergio Moro, acaba de se filiar ao Partido do Trabalhadores, liderado pela senadora Gleisi Hoffmann”.

Se você, leitor e eleitor, acredita nesta notícia, é bom ficar atento, porque isso não passa de uma “fake News”, ou seja, notícia mentirosa, que pode ser partilhada milhares de vezes nas redes sociais. As notícias falsas viraram tóxico no meio político, ao ponto do ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Fux, anunciar medidas drásticas contra estas criações e seus criadores nas eleições deste ano.

Estas notícias falsas Imitam o estilo jornalístico, mas sem qualquer compromisso com a verdade. São criadas em bunkers para confundir eleitores e ampliar a rejeição deste ou aquele candidato.  As fake news vem se espalhando pelo globo e têm colaborado para piorar a qualidade da política. E o pior: fomentam o ódio.

Prevendo que este tipo de notícias mentirosas irão correr solta durante a campanha ao Governo do Estado, o  deputado estadual Ratinho Júnior(PSD), apresentou nesta terça-feira, no plenário da Assembleia Legislativa, uma cartilha para combater as fake news, notícias falsas geralmente divulgadas por meio das redes sociais e de plataformas digitais. Com uma linguagem bem didática, a cartilha dá dicas de como identificar e combater as fake News.

 

“A busca pela verdade não é tarefa exclusiva dos veículos de comunicação. Somos todos responsáveis pela manutenção do verdadeiro, do legítimo e pela luta contra a propagação das mentiras e boatos sustentados nesse novo modelo que recebeu o pomposo título de fake news mas que é a velha mentira com nova roupagem, agora ancorada no universo das redes sociais”, explicou o deputado durante o lançamento.

 

Ratinho Júnior lembrou que essa é uma preocupação que está dominando o debate sobre as próximas eleições e citou a participação do ministro Luiz Fux, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, em um debate sobre fake news promovido pela revista Veja, ontem (23/04) em São Paulo. “No evento, o  ministro explicou que o TSE montou um comitê, com participação da Polícia Federal, do Ministério Público e da Agência Brasileira de Inteligência para impedir a proliferação de notícias falsas. Essa é uma demonstração óbvia da importância de se combater as fake news”, completou o deputado.

 

Pesquisa exclusiva feita a pedido de VEJA pela consultoria Ideia Big Data, com 2 004 pessoas ouvidas por telefone entre 9 e 10 de janeiro, mostra que 83% dos entrevistados temem compartilhar notícias falsas em suas redes sociais e grupos de WhatsApp. “Com a discussão desse tema de forma ampla e o lançamento da cartilha, espero contribuir para uma eleição mais limpa, onde prevaleçam as propostas e as boas ideias”, finalizou Ratinho Júnior.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="519354" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]