Ratinho Junior pedirá explicações à Copel sobre aumento de 15,99% na conta da luz

Pedro Ribeiro


Em relação a nota abaixo, onde afirmamos que Ratinho Junior pretende mobilizar as  bancadas do PSD e PSC para barrar o aumento da tarifa de luz da Copel que, a partir de domingo terá um reajuste de 15,99%, a Comunicação Social do Palácio Iguaçu explica: “vale lembrar que o aumento é uma determinação da Aneel e estamos pagando uma conta da má gestão da Dilma. A assembleia legislativa não tem competência legal para isso”. A assessoria do deputado Ratinho Junior afirma que “o deputado Ratinho Júnior não disse que a assembleia vai alterar. Ele vai apresentar um requerimento para que a mesa solicite ao governo e à Copel explicações e pedirá a revisão. A Copel e o governo não foram obrigados a dar o aumento. Foram autorizados, podendo não fazer ou adotar outro índice”.

 

O aumento da tarifa de energia da Copel vem em péssima hora para o agronegócio”, afirma o diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores de Proteína Animal(ABPA), Ricardo Santin, A energia é o insumo básico para praticamente toda cadeia do setor produtivo e o reajuste vai impactar no aumento dos custos e no produto final, disse. Ele explicou que no caso dos frigoríficos o problema é ainda maior. Os frigoríficos de médio porte gastam entre R$ 600 mil a R$ 800 mil por mês com energia.

Imagine que 17,55% pode representar algo em torno de R$ 150 mil a mais na

Diante disso, o deputado estadual Ratinho Júnior (PSD), pré-candidato ao Governo do Estado, anunciou que pretende mobilizar as bancadas do PSD e do PSC e outros aliados para barrar o aumento médio de 15,99% das tarifas da energia elétrica que passa a valer a partir deste domingo em todo o Paraná. Para o deputado, o aumento penaliza a sociedade e dificulta a atividade econômica no estado, diminuindo a geração de emprego e renda.

A estratégia de Ratinho Júnior é apresentar na sessão plenária da próxima segunda-feira(25/06), um requerimento solicitando à Copel e ao governo estadual a revisão do reajuste. 

O aumento passa a valer já neste domingo para 4,5 milhões de unidades consumidoras do Paraná. Consumidores residenciais e de comércios de pequeno porte terão reajustes de 15,3%. Os consumidores industriais e de estabelecimentos de grande porte terão elevados em 17,55%.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal