Reajuste dos servidores, pedágio e greve na Cohab

Pedro Ribeiro

 

Se este é o Paraná da prosperidade, a tal ilha, que serve de modelo para o Brasil, que se antecipou à crise promovendo reforma fiscal, que estava com dinheiro em caixa e outras bobagens mais, por que a governadora Cida Borghetti está com dificuldades para, por exemplo, reajustar os salários dos servidores, como sinalizou em entrevista. Simples: não há caixa, Richa não deixou dinheiro e muito menos orçamento para isso e isso é fato.

O próprio ex-governador já havia alertado que não teria recursos para reajustes em 2018. Aliás, o reajuste está congelado desde 2016. Bem, é bom lembrar que a governadora não afirmou, em nenhum momento, que daria reajustes aos servidores, mas que teria encomendado um estudo junto à Secretaria da Fazenda para saber que há possibilidades.

Pedágio


Cida convocou novamente a imprensa na manhã desta segunda-feira para mais uma entrevista coletiva, desta vez a “bomba” seria sobre o pedágio. Eu não estive presente mas, pelo que fiquei sabendo, foi mais um ensaio, ou seja, o anúncio da contratação de estudos para a renovação dos contratos com as concessionárias que terminarão no ano de 2021. Portanto, se Cida não for reeleita, de nada adiantará o tal estudo.

Cohab

Ainda nesta segunda-feira, quem deve estar esperneando é o prefeito de Curitiba, Rafael Greca. Em frente à Cohab – Companhia de Habitação de Curitiba – os funcionários estão fazendo movimento reivindicatório de salários. O barulho é grande, com direito a apitos e batidas de panelas.

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook