Sintonia Fina
Compartilhar

Redes contaminadas, uma discussão sem fim

 O jornalista Dirceu Pio, que chefiou a sucursal do  jornal O Estadão em Curitiba e depois criou vários prod..

Pedro Ribeiro - 01 de fevereiro de 2020, 17:02

 

ANÚNCIO

O jornalista Dirceu Pio, que chefiou a sucursal do  jornal O Estadão em Curitiba e depois criou vários produtos para a Agência Estado, tem sido protagonista de artigos  provocativos que vem ganhando os espaços nas redes sociais. Ou para elogios ou críticas. Seus textos têm uma generosa dose de acidez, misturada com veneno de ferrão de arraia, principalmente quando fala da “petezada” e dos seguidores de Lula, em especial jornalistas engajados. Publicamos a seguir um e seus artigos:

 

Por Dirceu Pio

ANÚNCIO

O artigo em que propus que a atriz Regina Duarte seja vista como a Namorada do Novo Brasil que deve nascer ao longo da Gestão Bolsonaro foi publicado também no grupo de Facebook com o pomposo título de Jornalistas pela Democracia.

Lá ficou por seis a oito horas até ser excluído pelos gestores por exigência dos “democratas-jornalistas-membros” cheios de indignação e ódio.

Enquanto esteve lá, mereceu 24 comentários raivosos, entre os quais o da pernambucana Thais Fonseca que me mandou “tomar no c...”....”Dói ?”, eu lhe perguntei, ao que ela respondeu com outras grosserias ainda mais virulentas, o que me fez dar-lhe outra paulada na fuça: “... não vou discutir sexo anal com uma especialista”.

Vários dos demais comentários me ordenavam a procurar minha turma enquanto outros atacavam Regina e o marido, o pecuarista Eduardo Lippincott, acusando os dois de invasores de terras indígenas e outras indecências mais.

E A "CRIMINOSA" REGINA

Fiquei curioso e fui pesquisar: o “crime” de Lippincott é ser filiado à UDR de Ronaldo Caiado, pecuarista e criador de gado da raça Brahms, atividade que ele transmitiu à mulher.

“Quem quiser conhecer quem é o casal Regina/Eduardo leia uma reportagem completa publicada pela revista Isto É/Dinheiro”, recomenda um dos “jornalistas-democratas”. Fui ler... o “crime” de Regina Duarte foi comprar, com suas economias, uma bela fazenda no município de Barretos (SP), onde cria gado Brahms e passa uma parte de seu tempo descansando e curtindo a vida no campo que ela sempre apreciou.

E VIVA O LULA

Fiz mais: visitei página por página de Facebook de todos os “jornalistas-democratas” que me deram a honra de ler e comentar meu artigo..

São todos militantes do Lula-Livre, fizeram campanha para o Fernando Haddad, publicam todo tipo de hostilidade a Bolsonaro e seus ministros, lutam contra a reforma da Previdência...

Vários deles tentam eleger a Chapa 2 (?) nas eleições da nova diretoria da ABI no Rio de Janeiro e denunciam que os “bolsominions” tentam dominar a entidade...

Tudo muito bem... estamos numa democracia e temos, inclusive, de nos acostumar com a ideia de que muitos usarão seu nome em vão... digo apenas que se mudassem o nome do grupo para Pela Eternização da Ladroagem seria bem mais adequado...