Reforma tributária SIM. Simplesmente criar mais impostos NÃO.

Pedro Ribeiro


O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem esperança de que está muito próximo a um acordo com a Câmara dos Deputados para aprovação da reforma tributária. Para ele, seria um milagre conseguir isso neste ano. “Um milagre, mas milagres acontecem algumas vezes. É possível. Estamos conversando”, acredita.

Guedes defende a criação de imposto sobre transações digitais para que seja possível desonerar a folha de pagamento. Ele repetiu que não deverá haver aumento de imposto no país, frisando que a carga tributária já é bastante elevada.

Proposta de reforma tributária que está na Câmara dos Deputados simplifica o sistema tributário, substituindo cinco tributos (PIS, Cofins, IPI, ICMS e ISS) pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS)Transição vai demorar dez anos, sem redução da carga tributáriaProposta também cria o Imposto Seletivo Federal, que incidirá sobre bens e serviços cujo consumo se deseja desestimular, como cigarros e bebidas alcoólicas

Um dos temas que sempre volta à discussão quando o assunto é reforma tributária diz respeito à taxação de grandes fortunas que, embora esteja previsto na Constituição, ainda não foi regulamentado.

Sobre este assunto, o senador paranaense, Oriovisto Guimarães (Podemos) faz uma ampla avaliação em artigo que publicamos a seguir:

MANICÔMIO TRIBUTÁRIO

Pensar uma reforma tributária de verdade é tarefa urgente no Brasil. Criar mais impostos, imposto sobre transações eletrônicas, impostos sobre heranças, impostos sobre grandes fortunas etc, etc, não é sinônimo de fazer reforma tributária é, ao contrário, continuar persistindo em aumentar ainda mais nosso manicômio tributário.

Todos os dias eu rezo para que o Brasil tenha mais 10.000 grandes fortunas e cada uma delas com suas fábricas, fazendas , universidades , lojas comerciais, etc , gerem cerca de 10.000 empregos cada uma. Se isto acontecesse, teríamos mais 100 milhões de empregos e teríamos que importar trabalhadores de outros países.

Vejam que 10.000 pessoas muito ricas seriam apenas 0,00005% de 210.000.000 de habitantes. Sempre existiria alguém para dizer… esta minoria de ricaços precisa ser taxada mais e mais…. Apenas para ilustrar, a Venezuela seguiu este caminho , lá as faixas de impostos sobre os mais ricos passam dos 50% sobre a renda… criaram todos os tipos possíveis de impostos.

O resultado mais visível são mais de 5. O00.000 de venezuelanos que abandonaram o país que chegou a produzir mais de 3.000.000milhões de barris de petróleo por dia e hoje produz menos de 390.000 , falta gasolina em todo o país e para conseguir abastecer as filas chegam a durar mais de um dia.

Criar novos impostos e taxar em excesso os bens sucedidos nunca foi ou será um caminho razoável para a criação de uma sociedade mais rica e com mais empregos e oportunidades para todos.

Oriovisto Guimarães, senador da República

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal