Réquiem dos perdedores e o cão de aluguel de Taubaté

Pedro Ribeiro

 

Depois da derrota nas urnas, o marqueteiro que perdeu não apenas uma, mas três campanhas, enfia a viola no saco e tenta atravessar a praça para, novamente, se acomodar no pequeno, mas importante palacete. Pelo que sabemos, baterá com a cara na porta. Ninguém quer perdedor. Nem o burgomestre. Também, ao invés de crescer, a campanha diminuiu o que significa que não deu certo.

Ainda sobre réquiem, o cão de aluguel, o famoso homem das fakes, denunciado em entrevista pela Band TV, também deverá colocar a viola no saco e rumar para Taubaté, aliás, de onde nunca deveria ter saído. De cão de aluguel, um cachorro vira-latas de rua. E assim termina mais uma campanha no Paraná.

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook