Richa nega denúncias e afirma que querem acabar com sua carreira política

Pedro Ribeiro


 

O ex-governador é oficializado candidato do PSDB ao Senado Federal

 

Ex-governador Beto Richa, oficializado nesta quarta-feira como candidato ao Senado Federal pelo PSDB, garantiu que, “podem investigar a Odebrecht Brasil afora, pois aqui não teve nenhum centavo. Estão tentando descontruir minha carreira justamente em um momento que participamos de um processo político. Em relação às delações de Maurício Fanini, elas não foram homologadas justamente porque não tem fundamento. É um  criminoso que terá que pegar entre 100 a 150 anos de cadeia”.

A surpresa na convenção do PSDB ficou mesmo por conta da ausência da governadora Cida Borghetti e do deputado federal Ricardo Barros, coordenador da campanha de sua esposa à reeleição ao Palácio Iguaçu. Cida foi a Brasília onde nesta quinta-feira cumprirá agenda com vários ministros.  O deputado federal, Luiz Carlos Hauly até colocou seu nome à disposição do partido para disputar o Governo do Estado, mas não foi oficializado e tentará mesmo reeleição à Câmara Federal.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="541208" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]