Risco das Polícias Militares se envolverem no manifesto de Bolsonaro

Pedro Ribeiro


Embora há quem sustente que não há motivos para preocupações, governadores de vários estados – menos o Paraná – consideram um risco o envolvimento das Polícias Militares em manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro e o apoio a medidas que podem até a estimular uma invasão do Supremo Tribunal Federal.

Vários governadores que se reuniram nesta segunda-feira, em Brasília, estão apreensivos e reivindicam uma atuação “nos limites da lei” das polícias estaduais. Este foi um dos temas presentes na ata da reunião.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que não acredita que as Polícias Militares embarcarão em uma “aventura” para apoiar manifestações de cunho golpista que estão sendo marcadas por bolsonaristas.

O presidente Jair Bolsonaro já confirmou presença nesses atos, marcados para o dia 7 de setembro, que carregam como pautas a destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o que é antidemocrático.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="785544" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]