Sintonia Fina
Compartilhar

Sai de baixo. Nelson Leal Junior está na praça

 Os pilastres do Palácio Iguaçu não tremeram como alguns pensaram ao saberem que o ex-diretor-geral do Depar..

Pedro Ribeiro - 29 de maio de 2018, 09:05

Foto: Jonas Oliveira / ANPr
Foto: Jonas Oliveira / ANPr

 

ANÚNCIO

Os pilastres do Palácio Iguaçu não tremeram como alguns pensaram ao saberem que o ex-diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, engenheiro Nelson Leal Junior, deixou a prisão após ter aprovada delação premiada. No entanto, alguns remanescentes – poucos – do governo Beto Richa suaram frio com a notícia. Se Leal Junior fizer deleção premiada, como é esperada, vai ser um Deus nos acuda e, pelas informações chegadas à coluna, o bicho será muito mais feio do que pintam.

A estas alturas, a governadora Cida Borghetti dá de ombros à possível delação, já que a prisão de Leal Junior aconteceu na gestão de Beto Richa, ou seja, ela não havia assumido o governo. E pelo que notamos, Cida está fazendo - e quer que assim seja – um governo que se paute pela honestidade e efetiva transparência, abominando qualquer prática ilícita que venha a lesar os cofres públicos do Estado. Ela quer e acredita que ainda terá mais quatro anos pela frente.

Nelson Leal Júnior foi preso em fevereiro na Operação Integração, da Lava Jato, que investigava relações entre concessionárias de rodovias e o DER. Segundo o Ministério Público, as investigações sinalizam com pagamento de propinas pagas a Leal Júnior e outros funcionários do órgão em troca de favorecimento nos aditivos dos contratos da Econorte. Nesta segunda-feira, ele deixou a prisão e já está em casa, usando tornozeleira eletrônica.

ANÚNCIO

Se a delação de Leal Junior atingirá atuais e ex integrantes do governo Beto Richa, a expectativa é a mesma em relação ao ex-diretor da Secretaria de Educação, Marício Fanini que está tentando fazer o seu estrago, já que é um dos poucos que está sendo penalizado pela Operação Quadro Negro, envolvendo R$ 20 milhões e a Construtora Valor.