Tarifa mais cara do País vai ao Ministério Público

Pedro Ribeiro


 

Depois da confusão anunciada, o  deputado estadual Ney Leprevost, derrotado nas últimas eleições à Prefeitura de Curitiba, avisou, através de nota à imprensa, que irá protocolar um pedido de averiguação no Ministério Público, para que os procuradores de justiça possam averiguar a real necessidade do aumento no valor da tarifa de ônibus em Curitiba de R$ 3,70 para R$ 4,25 e tomar as providências judiciais cabíveis em relação ao mesmo .

O reajuste fez de Curitiba a capital com a tarifa de ônibus mais cara do país. A passagem de R$ 4,25 supera o que é pago por passageiros de Florianópolis (R$ 3,90), Rio de Janeiro e São Paulo (R$ 3,80) e Belo Horizonte (R$ 4,05), que liderava a lista até então.

Segundo o parlamentar “a nova tarifa de ônibus é desumana para os mais pobres e transforma-se em convite ao desemprego do ponto de vista dos empresários que continuam tendo a responsabilidade de arcar com o vale transporte para os funcionários das empresas. Apesar da ajuda do governo estadual, com subsídios anunciados poucos dias após a eleição, a reintegração não foi feita no primeiro dia de gestão, como prometeu o atual prefeito. O preço aumentou antes da frota sucateada começar a ser substituída. Os ônibus demoram a chegar e continuam inseguros ”, disse Leprevost.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="487675" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]