Temer expurga apadrinhados dos “traidores”

Pedro Ribeiro


 

Deputados paranaenses que votaram contra o presidente Temer e possuem apadrinhados no governo podem colocar as barbas de molho. Começa hoje, dia 27, as demissões Fernando Francischini, Luciano Ducci, Rubens Bueno e outros, que se antecipem e mostrem à sociedade paranaense que não tem rabo preso com o Governo Federal. Eles que provem que nunca indicaram ninguém e que, no máximo que fazem são defender emendas para municípios.

Agora, se tiverem apadrinhados, serão punidos sem dó. O governo decidiu cumprir rápido a promessa de que os traidores não serão perdoados para recompensar sua base de apoio. Os cargos serão redistribuídos entre os que ajudaram a enterrar a segunda denúncia.

O governo considera que teve 276 votos contra a segunda denúncia e não os 251 mostrados no placar. A conta inclui os 25 ausentes. Quem não votou, na prática, ajudou Temer.pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal