Tratoraço, centrão, CPI da Pandemia, “baiano malandro” e idiotas

Redação


A semana passada foi punk. Começou com a descoberta do orçamento secreto, conhecido como “tratoraço” de Bolsonaro que atropela a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Foram R$ 20 bilhões distribuídos a parlamentares com assento no famigerado “centrão”. Tudo para garantir apoio do Congresso Nacional para que não mexam com impeachment neste momento.

Na terça-feira, as discussões da CPI do Senado, ou CPI da Pandemia ou CPI da Cloroquina, acabaram por atingir o presidente Bolsonaro e emparedou a tropa de choque do Palácio do Planalto.

Nesta terça-feira a CPI vai ouvir o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que saiu chamuscado do governo.

Em meio aos debates da pandemia, ouve embates entre Rodrigo Maia e ACM Neto. Maia disse que Neto é um “baiano malandro” e deixou o DEM.

Bem, a semana terminou com o presidente Bolsonaro nos chamando de “idiotas” porque ficamos em casa obedecendo orientações das instituições da área da saúde.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="764698" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]