Um Brasil humilhado, sem governo, pilhado pelo Congresso Nacional e um povo inseguro

Pedro Ribeiro


Zé Limeira, um paraibano que viveu em Pernambuco e ficou conhecido no país por suas inusitadas e absurdas poesias, deve estar comemorando, em algum lugar, quando disse a célebre frase em tom de questionamento: “mas que diabos fizemos eu?”. Me parece que é justamente isso o que está acontecendo em nosso país, só que na terceira pessoa, ou, o que nós, brasileiros, fizemos para carregar este pesado fardo.

Crise econômica e política sem precedentes na história recente, corrupção à luz do dia como ninguém jamais viu, escândalos, negociatas no Congresso Nacional, onde políticos e partidos se prostituem por cargos.

Presidente indo usando a TV Brasil e as redes sociais para falar mentiras e justificar que não tem provas sobre denúncia de fraudes nas eleições, num ataque direto às instituições e à democracia.

Um chefe de governo que prefere atacar a imprensa ao invés de governar. Um presidente que trocou, em poucos mais de dois anos, 27 ministros.

Um governo que mente sobre pandemia e vacinas e faz negociatas com a banda podre do Congresso Nacional para se manter no cargo e tentar se reeleger.

Um presidente que entrega as chaves do país a um senador denunciado por corrupção e que agora assume as funções de primeiro-ministro.

O Brasil se afundando num mar de lamas e atores políticos do governo sustentando que tudo está dentro da normalidade.

Este é o panorama de uma das nações que poderia ser a mais próspera do planeta. Essas avaliações do cotidiano não são feitas apenas pelos brasileiros, mas também está diante dos olhos do mundo.

Basta verificar nas redes sociais a descrença dos internautas de todas as idades e a enxurrada de memes e piadas envolvendo a presidente da República o que mostra que a má gestão aprofundou as crises econômica e política que acabaram afetando a confiança dos consumidores e de empresários, afetando a insegurança da população, hoje, endividada e sem um norte a seguir.

Salve-se quem puder.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="779915" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]