Uma greve improdutiva

Pedro Ribeiro


 

Desculpem meus colegas trabalhadores deste país, mas não posso deixar de trabalhar nesta sexta-feira, assim como em todos os dias. Preciso do emprego, do dinheirinho no final do mês para pagar as continhas e, é claro, contribuir com os cofres públicos para que políticos ladrões os esvaziem, como o fizeram no caso que estamos vendo agora, com a Petrobras. Também pelo exercício da profissão, não posso parar. E não quero.

Ontem, na Boca Maldita, dezenas de pessoas – trabalhadoras ou não, não sei e não importa – distribuíam panfletos que diziam: “vamos dizer não à reforma trabalhista”. Enquanto isso, a mesma reforma era aprovada no Congresso Nacional. Oras bolas, por que não houve essa movimentação, com a devida antecipação, junto aos políticos nas assembleias legislativas, na Câmara Federal e no Senado. Agora é tarde. Foi.

Que a greve não atinja as escolas

Então, vou trabalhar para tentar passar algumas informações a todos os trabalhadores sobre as sacanagens que estão fazendo com nosso país, seja de governos anteriores ou do atual. Mas, também deverei estar avaliando, como jornalista, a greve desta sexta-feira, dia 28 de maio, véspera de feriadão de primeiro de maio, organizada por movimentos sociais e centrais sindicais, contra a reforma trabalhista e previdenciária.

Gostaria que a greve não atingisse as escolas e que as escolas permanecessem abertas, sejam elas públicas ou privadas, porque mais importante do que esta greve que, a meu ver, não levará a nada, é a educação. Fazer greve a estas alturas do campeonato, com mais de 12,5 milhões de brasileiros desempregados, com lojas fechando, empresários falindo aumento do número de moradores de rua é, a meu ver, um baita tiro no pé. O protesto poderia ser feito pelas redes sociais, como vem sendo feita, por pressões no Congresso Nacional, mas produzindo no trabalho.

 

 pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="487851" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]