Vacina salva vidas e empregos no Paraná

Pedro Ribeiro


O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) afirmou nesta quinta-feira, 30, que a divulgação de mais um saldo positivo de empregos com carteira assinada no Paraná é um reflexo da vitalidade econômica e do avanço da vacinação no estado.

“A diversidade produtiva do Paraná permite este avanço na área do trabalho. Nossa esperança é que toda a economia reaja e essa tendência de abertura de empregos se solidifique”, disse. “A vacinação contra a Covid-19 tem sido fundamental e permitido a retomada das atividades produtivas. A vacina salva vidas e empregos”, completa Romanelli.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, em agosto foram abertos 21.973 postos de trabalho formais no Paraná. No ano, o saldo também é positivo, com a geração de 153.696 novas oportunidades de emprego em todo o Estado.

Dados do Governo do Estado mostram que o saldo de empregos se manteve positivo durante todos os meses de 2021 no Paraná. Foram 25.123 vagas abertas em janeiro, 41.387 em fevereiro, 10.557 em março, 9.712 em abril, 15.499 em maio, 15.471 em junho, 13.974 em julho e os 21.973 postos de agosto.

No acumulado dos últimos 12 meses, entre setembro de 2020 a agosto de 2021, o Estado soma 224.467 vagas abertas. No acumulado deste ano, o saldo de vagas de trabalho ficou positivo em 93% das 399 cidades paranaenses. Em agosto, em 308 municípios as admissões superaram as demissões.

Inovações que fortaleceram Assembleia Legislativa

Para o deputado estadual, Luiz Cláudio Romanelli (PSB), as inovações no processo legislativo fortaleceram o parlamento do Paraná que se tornou uma instituição ainda mais democrática. Na sua avaliação, os novos sistemas ampliaram a produtividade e a transparência, e todos ganham com isso. Também disse que “a pandemia trouxe mudanças de paradigmas e inovações que vieram para ficar. Nada será como antes”.

O parlamentar destacou o empenho do legislativo e dos servidores para resolver os entraves técnicos e jurídicos para estabelecer um novo formato de trabalho para os deputados através do meio virtual. “Fizemos as adaptações, respeitando o regimento interno e todas as questões legais”, pontuou. “Mantivemos o ritmo dos trabalhos e aprovamos leis fundamentais para o enfrentamento da Covid-19 logo após a detecção dos primeiros casos no Paraná”, relatou Romanelli.

O deputado rememorou que a última sessão totalmente presencial, com a participação dos deputados em plenário, ocorreu em 18 de março de 2020 e no dia 23 daquele mesmo mês já foram iniciadas as sessões remotas e em formato híbrido. “Saímos rapidamente da dificuldade inicial”, salientou o deputado na videoconferência promovida pela Escola do Legislativo.

O primeiro-secretário enumerou ainda uma série de ações durante o período de pandemia e destacou que, somente em 2021, os deputados produziram 5.427 proposições legislativas, realizaram 108 sessões plenárias, 76 audiências públicas e 178 reuniões de comissões.

Romanelli destacou ainda que hoje a Assembleia Legislativa funciona em um sistema misto, onde os parlamentares podem votar presencialmente ou de forma remota. Essa necessidade de inovação e modernização, segundo o deputado, acelerou o processo de digitalização do sistema legislativo e a Assembleia, tanto no setor administrativo (desde 2019), como no legislativo, atua de forma 100% digital.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="793618" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]