Veja como conseguir recursos do Fundo de Investimentos do FGTS

Pedro Ribeiro


 

A executiva financeira, Suzana Leite, presidente do Comitê do Fundo de Investimentos – FI-FGTS – ministra palestra dia 5 de fevereiro, à partir das 14 horas, na Federação das Indústrias do Paraná – Fiep – para explicar aos empresários e industriais, como ter acesso aos recursos disponíveis no âmbito do FI.

“Dinheiro, o FI tem. O que é preciso são projetos consistentes nas áreas da construção, reforma, ampliação ou implantação de empreendimentos de infraestrutura em rodovias, portos, hidrovias, ferrovias, aeroportos, energia e saneamento”, disse Suzana. O encontro, reservado, é promovido pelo Conselho Temático da Fiep.

“Ainda existe muitas dúvidas, entre empreendedores, principalmente de grande porte, em relação à utilização desses recursos”, observa Suzana. Segundo ela, o FI – Fundo de Investimentos, criado em 2007, é administrado pela Caixa Econômica Federal e seus recursos financeiros, do trabalhador, são aplicados em projetos de infraestrutura.

A correção das contas do fundo de garantia é feita com base na Taxa Referencial (TR) mais juros de 3% ao ano. Com essa rentabilidade, embora baixa, o governo federal consegue utilizar o dinheiro, depositado e não sacado pelos trabalhadores, para financiar a construção de moradias e obras de infraestrutura e de saneamento.

O patrimônio do FI-FGTS somou R$ 31,9 bilhões no final de 2015, segundo último relatório disponível. O total de investimentos por meio de ações sem cotação em bolsa, debêntures não conversíveis em ações e cotas de fundos de investimentos alcançou R$ 21,65 bilhões.

O FI-FGTS já realizou investimentos, seja na modalidade de dívida ou por meio de participação acionária, na ordem de R$ 30 bilhões, participando de projetos de infraestrutura distribuídos por todas as regiões do Brasil e contribuído para a geração de milhares de empregos.

No final de 2016, o Comitê de Investimento do FI-FGTS (“CI FI-FGTS”) aprovou uma nova Diretriz de Investimento, onde os novos investimentos seriam focados em ativos de dívida por meio de aquisição de debentures ou FIDC.

Assim, a Caixa publicou no dia 30 de janeiro de 2017, o 1º Edital de Chamada Pública para pré-selecionar projetos que serão analisados pelo FI-FGTS. Esta nova dinâmica compõe o conjunto de medidas de aprimoramento, que a Caixa e o CI FI-FGTS estão adotando, para incrementar a aplicação de recursos do Fundo e elevar ainda mais a publicidade e a transparência dos seus processos de investimento.

O Edital de Chamada Pública aborda de forma objetiva as regras, condições mínimas, restrições, critérios, prazos, documentos, forma de apresentação das informações necessárias e todas as etapas do processo, além dos requisitos mínimos para a habilitação e pré-seleção dos projetos que serão analisados.

Na 1º Chamada Pública, foi disponibilizado o volume de até R$ 7 bilhões para investimentos em até 15 projetos. O resultado deste processo foi divulgado em 31 de maio de 2017 e foram pré-selecionados três projetos sendo 2 no setor de energia e 1 no setor de porto, totalizando um potencial investimento pelo FI-FGTS no volume de até R$1,32 bilhão.

O 2º Edital de Chamada Pública divulgado em 12 de junho de 2017, pré-selecionou sete projetos no valor aproximado de R$1,32 bilhão, sendo 5 no setor de energia, 1 no setor de rodovia e 1 no setor de saneamento.

A Chamada Pública envolveu diversos participantes do mercado e até o fechamento da segunda chamada foram apresentados 55 projetos que demandariam um investimento total de aproximadamente R$85,4 bilhões, o que, considerando as regras do edital, gerariam um potencial de investimento pelo FI-FGTS de até R$16,1 bilhões.

No dia 18 de dezembro de 2017 foi divulgado o 3º Edital de Chamada Pública, onde foi disponibilizado o volume de até R$4,5 bilhões para investimentos em até 15 projetos cujo prazo para submissão de proposta de investimento encerra no dia 02 de março de 2018.

A Caixa realizará eventos de road show para dirimir dúvidas e divulgar a chamada pública, o primeiro evento está agendado para o dia 05 de fevereiro em Curitiba e no dia 07 de fevereiro em São Paulo.

O Edital está disponível na página eletrônica www.caixa.gov.br na área de downloads, na sequência selecionar a opção “Fundo de Investimento do FGTS – FI-FGTS”.

 pedro.ribeiro

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="488369" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]