Vereadora diz que seus votos foram da cachorrada

Pedro Ribeiro

 

Piada pronta para Zé Simão e Ricardo Boechat colocarem um pouco de humor nas nossas vidas. A vereadora Kátia Dittrich (SD) que vem surrupiando parte do dinheiro de seus funcionários de gabinete na Câmara de Curitiba disse, durante o horário do Pequeno Expediente, estar tranquila com relação a esse assunto. Eu ainda não recebi o teor completo das denúncias, mas quero exteriorizar a minha indignação”. Para fechar, emendou: “Providências serão tomadas”.

Primeiro, quem tomará providências contra a vereadora é a direção do partido Solidariedade. Segundo o deputado federal Delegado Francischini, se as denúncias forem verdadeiras, ela será expulsa do partido. A Comissão de Ética está avaliando o processo.

Mas, como bobagem é pouca, ainda durante o breve discurso, Katia disse que “talvez tenha errado, amando demais as pessoas” e procurou destacar o trabalho que a levou à cadeira de vereadora: “Sou ativista e protetora dos animais há 11 anos. Resgatei mais de mil animais e levo sempre comigo o olhar de cada um deles. Se eu devo alguma coisa alguém, é a eles. E se estou aqui, é por causa deles”. Antes de encerrar, prometeu “continuar com o trabalho” e disse esperar “que tudo seja resolvido”.


Oras bolas. A vereadora teve a coragem de dizer que seus votos foram dos animais e que deve satisfação a eles. Ainda bem que essa será de um mandato só. Socorro Curitiba.pedro.ribeiro

Post anteriorPróximo post
Pedro Ribeiro
Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.
Comentários de Facebook