Wilson Bley assume nesta quarta a presidência do BRDE e quer aproximação com a sociedade

Pedro Ribeiro


 

Transformar o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul BRDE – na maior instituição de fomento para o desenvolvimento de estados e municípios da região Sul é a meta do novo presidente, o paranaense da Lapa, Wilson Bley Lipski, que assume nesta quarta-feira (3) em solenidade na própria sede do banco, em Curitiba.

Bley também quer uma gestão focada na aproximação com a sociedade, atuando com políticas públicas voltada às demandas de empreendedores do campo ou da cidade, pequenos ou grandes e principalmente dos municípios. O BRDE conta com uma carteira com 32 mil clientes em 1.285 municípios.

Estamos nos preparando para captação de recursos no exterior e nosso primeiro parceiro é Luxemburgo. Embora nosso carro-chefe seja ainda o agronegócio – cooperativas – estamos desenvolvendo projetos para a área da sustentabilidade e governança e vamos lançar no mercado R$ 3,5 bilhões em cinco anos para financiamentos a empreendimentos de energia renovável”, pontuou o novo presidente do BRDE.

Segundo ele, o BRDE vai no mercado exterior para captar recursos e entregar dinheiro com longo prazo e condições razoáveis de juros. “Há cinco anos 99,3% dos recursos eram do BNDES. Diversificamos e agora a dependência é de 55% aproximadamente. Não podemos ficar acomodados e esse perfil de diversificação está dando bons resultados”, disse.

Com números robustos e inéditos, ele conta que as contratações em 2021 devem bater na casa dos R$ 3,5 bilhões, recorde a ser celebrado, já que em 2020, a antiga marca, foram R$ 3,3 bilhões. Desse total, R$ 1,5 bilhão foi em aprovações no Paraná, valor que indica a aceleração da retomada econômica estadual.

Assumi o banco com um grande desafio: tornar o BRDE mais próximo das políticas públicas do Estado, mais afinado com o planejamento de governo, atendendo a um pedido direto do governador Carlos Massa Ratinho Junior. Já em 2019 conseguimos números históricos e aí, em 2020, veio a pandemia. Por sorte, o BRDE tinha se programado para lançar um grande programa, o Promove Sul. Isso nos permitiu fazer um atendimento mais pontual e contundente, ajudando no cenário econômico afetado pela evolução da pandemia”.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="800874" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]