Sintonia Fina - Pedro Ribeiro
Compartilhar

Zé Dirceu prega o terrorismo e Haddad pede bênção a Lula na cadeia

 Depois de afirmar que a intenção do PT não é apenas ganhar a eleição para a Presidência da República, mas “..

Pedro Ribeiro - 01 de outubro de 2018, 09:10

Foto: Rodolfo Buhrer
Foto: Rodolfo Buhrer

 

ANÚNCIO

Depois de afirmar que a intenção do PT não é apenas ganhar a eleição para a Presidência da República, mas “tomar o poder”, o ex-ministro José Dirceu defende agora “tirar todos os poderes do Supremo” e mudar até o nome do tribunal. “Não sei por que chamam Supremo. Deveria ser só Corte Constitucional”. Quer dizer: poder total, ou seja, uma terra sem lei ou a lei do PT comandada pelo camarada Pedro Caroço.

Ao falar para o portal Piauí, Zé Dirceu afirmou que “luta” para eleger Fernando Haddad presidente e já fala em alianças. “Não há nenhum óbice de estarmos juntos no 2.º turno”, afirmou, sobre Ciro Gomes. A presidenciável Marina Silva (Rede) não teria espaço. Dirceu diz que ela “mudou de lado” e que sairá da eleição “devendo voto”.

Zé Dirceu, que deveria estar preso, continua barbarizando e pregando o caos no país. Está livre, temporariamente da cadeia, justamente por ordem do Tribunal Superior que ele, com sua autoridade de guerrilheiro, quer desfazer. Teria razões o ex-ministro em acabar com o STF, pois a mão pesada é aliviada sobre seus ombros.

ANÚNCIO

Falando em PT, o candidato Fernando Haddad mostra, mais uma vez, que sua campanha é comandada da cadeia da Polícia Federal em Curitiba. Nesta segunda-feira o presidenciável voltou à capital paranaense para pedir bênção ao presidiário número um do Brasil: Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o Estadão, esta é a quarta visita de Haddad a Lula desde que o ex-prefeito paulista se tornou oficialmente o candidato do PT ao Palácio do Planalto.