As alianças não me contaminam, diz Greca na convenção do PMN

Roger Pereira


O lançamento da candidatura de Rafael Greca (PMN), em convenção partidária realizada na manhã deste sábado, confirmou o ex-prefeito de Curitiba como o candidato com o maior tempo de TV na campanha eleitoral. Se não tem a coligação mais numerosa, Greca conseguiu agregar grandes bancadas e vai para a disputa com o apoio confirmado do PSDB, do governador Beto Richa, PSB, do ex-prefeito Luciano Ducci e DEM, além de PT do B e PTN, o que lhe garante o maior tempo de televisão.

Greca dedicou boa parte de seu discurso na convenção para justificar a aliança com Beto e Ducci, a quem desferiu severas críticas nos últimos anos, quando, no PMDB, foi um dos principais opositores às administrações estaduais e municipais. “Eu não tenho compromisso com o erro alheio. Os apoios não me contaminam. Eu permanecerei o mesmo e a minha vontade neste momento conturbado na política brasileira é propor para Curitiba um armistício de todas as forças políticas em defesa do povo que está caído e em favor da cidade que merecemos e, por enquanto não temos”, disse.

O ex-prefeito negou, no entanto, que sua situação seja semelhante à do prefeito Gustavo Fruet (PDT) que, para viabilizar sua candidatura em 2012, buscou uma aliança com o PT, a quem fazia oposição no Congresso Nacional. “O prefeito Gustavo Fruet foi apoiado pelo PT e foi essa contradição que lançou Curitiba na rua da amargura. Eu espero que o governo instituído tanto do Paraná quanto do Brasil seja generoso com a Curitiba que vou representar. E eu vou construir isso com grande vontade de bem servir o nosso povo”

Candidato pelo PMDB, em 2012, Greca foi o quarto lugar da eleição municipal daquele ano. Agora, pelo nanico PMN, Greca conseguiu construir uma grande aliança, terá o maior tempo de TV e já larga na liderança nas pesquisas de intenção de voto. “Porque eu me inspirei em Belém de Judá. A menor das cidades de Israel viu nascer o messias. Eu sempre suscito os menores lugares, os menores postos, para elevar aquilo que precisa ser elevado. Eu me entreguei na vontade de Deus e o tempo se cumpriu”.

Questionado sobre o que mudou nos últimos quatro anos para ele chegar à liderança nas pesquisas, Greca disse que “caiu a ficha da cidade que a prefeitura não é um produto de marketing, a prefeitura é para quem tem competência, experiência, para quem quer ser engenheiro urbanista e servir o povo com dedicação e presença em todos os bairros, em todos os espaços”. “A prefeitura é para quem tem cultura curitibana”, concluiu.

A maior expectativa para a convenção do PMN era quanto a indicação do candidato a vice-prefeito. O anúncio, no entanto, foi adiado para o próximo dia 4. A vaga era uma das exigências do PSDB para apoiar o ex-prefeito, e estava reservada para Eduardo Pimentel. No entanto, o PSB também reivindica o posto, tendo José Antônio Andreguetto e Reinholld Stephanes Junior como postulantes. E, até, o DEM requer a vaga para Pedro Lupion.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="375889" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]