Com crise, curitibanos procuram imóveis de até R$ 400 mil

Mariana Ohde

curitiba

Os imóveis de até R$ 400 mil representam mais de 75% das unidades residenciais vendidas em Curitiba no primeiro semestre desse ano. O dado é de uma pesquisa do Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial (Inpespar). Quase metade dos imóveis usados que estavam à venda em junho estavam dentro dessa faixa de valor.

Segundo o vice-presidente do Secovi, Luciano Tomazini, a crise econômica e a falta de crédito são os principais motivos para as vendas ficarem nessa faixa de preço. “Se você puxar dois anos atrás, esse valor era até 30% maior. Porque, teoricamente, a parte mais afetada da população é a classe média. A partir do momento em que a classe média parou de comprar, os números cresceram nesse patamar”, afirma.

Luciano afirma, ainda, que o momento é favorável para as negociações. “As pessoas que estão comprando hoje conseguem ter um poder de barganha bastante razoável. Devido à crise, as pessoas precisam vender com mais rapidez, até para sanar outros problemas, e acabam aceitando ofertas diferentes daquilo que se pensava em um primeiro momento”, explica.

Com relação aos imóveis para locação, mais de 71% são alugados por até R$ 1,2 mil. Com mais de 1.690 unidades, o Centro é o local com a maior oferta. Água Verde, Bigorrilho, Portão e Batel vêm na sequência.

Segundo Luciano, houve aumento no número de imóveis disponíveis para locação, mas não de locatários. “Ao longo do tempo, a gente consegue ver através das nossas pesquisas que o número de unidades locadas se mantém. O que aconteceu é que, devido ao boom imobiliário que houve, houve muitas entregas para investidores, ou seja, aumentou o número de ofertas, mas o número de locações continua se mantendo”, explica.

Mais de 33% da oferta de imóveis residenciais usados a venda em Curitiba está concentrada em oito bairros. Água Verde, com mais de 1.300 unidades, é o que tem mais imóveis disponíveis. Na sequência vêm o Centro, Portão, Batel, Bigorrilho, Boqueirão, Campo Comprido e Santa Felicidade.

(Com informações da BandNews)

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="371308" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]