Padrão (nao usar)
Compartilhar

Dia de emoção na Arena Condá

Por Leopoldo ScreminDepois de quase dois meses e acontecimentos que ficarão na história do futebol mundial, a Cha..

Redação - 21 de janeiro de 2017, 12:25

Por Leopoldo Scremin

Depois de quase dois meses e acontecimentos que ficarão na história do futebol mundial, a Chapecoense e o Palmeiras se enfrentam na Arena Condá, no que promete ser o jogo da ressurreição da equipe catarinense. Sem atuar profissionalmente desde a tragédia com o voo 2933 da empresa boliviana LaMia, que vitimou 71 pessoas, incluindo quase todo o elenco profissional e comissão técnica da equipe, a partida terá momentos de homenagem, reflexão e festa.

As homenagens começam às 15 horas quando as vítimas do acidente serão homenageadas. Após isso, os sobreviventes Alan Ruschel, Neto, Follmann e o jornalista Rafael Henzel também receberão justa homenagem, terminando a celebração com a entrega do troféu da Copa Sul-Americana, torneio que a equipe foi declarada campeã após a tragédia.

A partida também vai marcar uma nova fase para ambos os times. A Chape teve que reformular todo o seu plantel, e em substituição ao paranaense Caio Junior estreia Vagner Mancini. Com o elenco treinando há apenas 10 dias, Vagner tem o desafio de “arrumar” taticamente a equipe, uma vez que na próxima semana a equipe estreia contra o Joinville pela Primeira Liga.

“Evoluímos muito como grupo, como elenco, como família”, falou o técnico Mancini na véspera da partida. “No início muita gente não se conhecia e hoje temos uma unidade muito maior e isso vai ser a base para que possamos desempenhar o papel que muitos esperam. Emocionalmente estamos muito mais fortes”.

Do outro lado o Palmeiras, atual campeão brasileiro também passa por reformulação. Nove jogadores foram contratados e depois da decisão do paranaense Cuca em se aposentar, a partida marca o início do trabalho de Eduardo Batista, que tem como principal objetivo do primeiro semestre a Copa Libertadores da América, torneio que a Chapecoense também irá disputar.

A equipe catarinense vai à campo com Artur Moraes, João Pedro, Grolli, Fabricio Bruno e Reinaldo; Andrei Girotto, Amaral e Nenén; Rossi, Niltinho e Wellington Paulista. Já Eduardo Batista pretende utilizar duas formações, incluindo os estreantes Antônio Carlos, Raphael Veiga, Hyoran, Felipe Melo e Keno. A equipe deve começar com Fernando Prass; Jean, Antônio Carlos, Thiago Martins e Egídio; Felipe Melo, Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Dudu; Alecsandro.

A partida terá início às 16h30 e a transmissão por tevê aberta será apenas para Santa Catarina e São Paulo. As demais cidades podem acompanhar a volta da Chapecoense pelos canais de assinatura.