Greca é proibido de fazer campanha em horário de vereadores e deve perder tempo de TV e rádio

Roger Pereira


 

A juíza da 175ª Zona Eleitoral, Sayonara Sedano, concedeu nesta segunda-feira (29) duas liminares impedindo o candidato a prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) de veicular material de propaganda das eleições majoritárias nas inserções de TV e rádio destinadas aos candidatos a vereador. Caso descumpra a determinação, o candidato terá que pagar multa de R$ 30 mil.

Estas são as primeiras decisões de várias ações impetradas pela coligação “Corrente do Bem”, do candidato Ney Leprevost (PSD), que alega que, por vários dias, a coligação de Greca tem utilizando o tempo de propaganda de seus candidatos a vereador para promover o seu número de campanha, que representa o candidato do PMN, atitude vedada pela legislação eleitoral. Após a apresentação dos postulantes ao cargo de vereador, “é lançado um cartaz da candidatura de Greca, que permanece na tela enquanto o locutor afirma, em quatro segundos, ‘volta 33’”, detalha a representação.

Conforme decisão da magistrada, que avaliou as inserções de TV e rádio entre os dias 26 e 27 de agosto, houve claro descumprimento da Lei de Eleições, que veda aos partidos e coligações incluir no horário destinado aos candidatos às eleições proporcionais propaganda das candidaturas majoritárias ou vice-versa.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal