PROS vai com chapa pura para sua primeira eleição

Roger Pereira


Estreante em eleições, o Partido Republicano da Ordem Social oficializou, neste sábado, a candidatura do empresário Ademar Pereira para a prefeitura de Curitiba. Com chapa pura, tendo Porfirio Vangue como candidato a vice e 57 candidatos a vereador, o partido aposta em nomes de fora da política tradicional para surpreender na eleição de outubro. “Nossa chapa é o que tem de diferente na política de Curitiba. Nas outras chapas, são as mesmas pessoas em posições diferentes, são os habitantes do centro cívico se revezando nos cargos”, disse Ademar. “Vai ser muito legal apresentar soluções para a cidade em questões que essas pessoas estão discutindo sem resultado há 20 anos”, acrescentou.

O candidato explicou que o partido buscou empresários, profissionais liberais e outras figuras da sociedade sem relações com a política até então, para apresentar-se como uma alternativa perante as aspirações do eleitor que anseia por mudança no cenário político nacional após os protestos iniciados 2013 e a crise política que se instaurou no pais na sequência.  “Dos nossos 57 candidatos, 52 nunca disputaram uma eleição – esse foi nosso critério, trazer gente nova para a política, foi estratégico isso. Chegou a hora dessas pessoas entrarem na política e usar as ferramentas de gestão de seus negócios para colocar eficiência na administração pública”, afirmou.

Apesar da opção por compor uma chapa com a grande maioria de pessoas de fora da política, a grande esperança de votos do PROS é o atual vereador Tico Kuzma, presidente municipal do partido. Apesar de estar tentando a reeleição para o quarto mandato, o vereador diz estar engajado no projeto do partido de trazer gente nova para a política. “Se estivesse pensando apenas na minha reeleição, seria muito mais fácil coligarmos com outras legendas. Mas essa não é a proposta. Fundamos um partido para abrir espaço para o surgimento de novas lideranças, e, por isso, apresentamos ao Curitibano 57 opções diferentes das que ele está acostumado”, disse. “São pessoas que nunca disputaram a eleição, mas que foram preparadas, estamos há dois anos oferecendo cursos e discutindo a cidade com esses candidatos. O objetivo não é garantir a minha eleição, é apresentar novidade para a política da cidade. E, para isso, vale o risco (de não ser reeleito)”, concluiu.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal