Estudantes de universidades federais tiveram melhor desempenho no Enade 2019

Conteúdo patrocinado

46% dos cursos ofertados alcançaram o conceito 4 na avaliação
enade, avaliação, exame, ensino superior, universidades federais, bolsa de estudo, educa mais brasil

Os resultados da edição de 2019 do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) foram divulgados ontem (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela avaliação que mede a qualidade dos cursos de educação superior no país. Entre os participantes, os estudantes de universidades públicas federais e de cursos presenciais tiveram os melhores desempenhos. 

Nas universidades federais, 46% dos cursos ofertados alcançaram o conceito 4; e 24,1% conceito 5. Já as instituições privadas, 11% dos cursos obtiveram conceito 4 e 1,4% conceito 5. A maior porcentagem (40,9%) dos cursos em instituições privadas obteve conceito 2, ou seja, “abaixo da média”.

A classificação é feita seguindo uma escala de 1 a 5 a partir do resultado das provas. O conceito 3 é uma espécie de média. Aqueles que tiveram um desempenho menor que a maioria recebe conceitos 1 ou 2. Já os que obtiveram desempenho superior, recebem os conceitos 4 ou 5.

Em resumo, no ano de 2019, quase 144 mil estudantes das instituições de ensino públicas e provadas avaliadas se formaram em cursos com desempenhos 1 ou 2 no país. O Enade avalia, a cada ano, um conjunto diferente de cursos. Entre os cursos que entraram na avaliação da edição passada estão medicina, enfermagem e engenharias. 

Avaliação dos cursos à distância

Apesar de serem a minoria dos cursos avaliados no ano de 2019, os cursos à distância também entraram na pesquisa. Nessa modalidade, 10,7% alcançaram o conceito 4 e 6,3% o conceito 5. Cerca da metade desses cursos ficou “abaixo da média”, 46% com conceito 2 e 5,3%, com conceito 1. Segundo o Inep, a educação a distância representa apenas 2% dos cursos participantes. 

Sobre o Enade

O Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) é um exame composto de 40 questões feito por estudantes – ao final dos cursos de graduação – para avaliar conhecimentos, competências e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. 

A prova é dividida em formação geral, que avalia aspectos da formação profissional relativas a atuação ética, competente e comprometida com a sociedade em que vive, e componente específico, voltada para as competências, habilidades e objeto de conhecimento de cada uma das áreas de conhecimento avaliadas.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Previous ArticleNext Article