Inscrições para seleção de elaboradores de itens do Revalida estão abertas

Conteúdo patrocinado

Ao se inscrever, o profissional deverá indicar a área médica a qual está se candidatando

Profissionais da área médica já podem se inscrever para participar da elaboração e revisão dos itens do Revalida – Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira. As inscrições seguem até o dia 14 de fevereiro, por meio do site: http://bni.inep.gov.br/inscricao.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o processo seletivo para elaborador ou revisor de itens do Revalida é destinado aos docentes de instituições de ensino superior em exercício de graduação em Medicina. Além disso, também são requisitos:

  • exercer ou ter exercido atividade como docente, nos últimos 24 meses, no curso de graduação em Medicina, comprovando o vínculo em IES credenciada pelo poder público competente;
  • ter disponibilidade para as atividades a serem desenvolvidas no âmbito do Banco Nacional de Itens da Educação Superior – BNI;
  • não pertencer ao quadro de servidores efetivos ou comissionados do MEC, do Inep, da Capes, do FNDE, do CNPq ou da Finep, ou estar em exercício em algum deles;
  • ter reputação ilibada;
  • ter conhecimentos de informática, particularmente no que se refere ao uso de aplicativos de edição de texto.

No ato da inscrição, o profissional deverá indicar a área médica a qual está se candidatando. São elas: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Medicina de Família e Comunidade/Saúde Coletiva.

Revalida

Aplicado desde 2011, o Revalida tem como objetivo avaliar as habilidades, competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado às necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O exame é destinado a brasileiros e estrangeiros que tenham o diploma de Medicina expedido por instituição estrangeira. A revalidação do diploma é responsabilidade das universidades públicas que aderirem ao instrumento unificado de avaliação representado pelo Revalida.

Bolsas de estudo para cursos de Saúde

As bolsas de estudo representam uma oportunidade para formação de milhares de estudantes. Isso porque os cursos de Saúde costumam ser mais caros, devido à estrutura necessária para formação de bons profissionais. Além disso, por serem bastante concorridos, nem sempre é fácil conseguir uma vaga nas universidades públicas.

Que tal começar 2021 com uma bolsa de estudo no curso de Saúde? Com o Educa Mais Brasil é possível. O programa oferece descontos nas mensalidades em parceria com faculdades privadas de todo o país. Acesse o site, pesquise as bolsas disponíveis e encontre aquela mais adequada ao seu perfil.

* Com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Previous ArticleNext Article