Rede particular de ensino tem mensalidades mais caras a cada ano

Conteúdo patrocinado

mensalidades ensino particular

As mensalidades escolares da rede de educação básica estão gradativamente mais caras ao longo dos anos. De acordo com a última avaliação do Procon, houve um reajuste de 104,29% na última década. O ensino fundamental é a modalidade que teve as maiores taxas de reajuste, cerca de 136,39%. A análise foi realizada pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas da Escola Proteção e Defesa do Consumidor, do Procon.

Os cursos de graduação também sofreram um considerável aumento, entretanto a porcentagem não ultrapassa os índices do ensino fundamental e médio. Os valores do ensino superior chegam a índices de 72,19%. Já os cursos preparatórios para o vestibular tiveram uma variação de 91,20%. Os dados são do Índice de Custo de Vida do Dieese.

Segundo o Procon, as mensalidades escolares são fixadas tendo como base a última parcela estipulada no ano ou semestre anterior, multiplicada pelo número de parcelas do período letivo que irá se iniciar. Ainda de acordo com Órgão, é previsto um reajuste sobre o valor-base que a própria instituição pode calcular, considerando as despesas gerais, administrativas e o desenvolvimento de atividades pedagógicas.

O Procon alerta, também, para a taxa de matrícula. Conforme o órgão de defesa do consumidor, o valor da taxa de matrícula está inserido no valor total do contrato, ou seja, corresponde a uma mensalidade.

Em virtude dos altos preços das mensalidades escolares, as bolsas de estudo estão sendo cada vez mais procuradas. Um exemplo é o caso da chef de cozinha, Bárbara Cristine. Para ela, pagar as mensalidades da escola do filho, aluno do ensino médio, tornou-se um sonho que não cabia no orçamento familiar.

Com isso, Bárbara recorreu a uma bolsa de estudo integral para conseguir manter o estudante em uma escola particular de qualidade. Assim, quem tem interesse em estudar em boas instituições de ensino pode recorrer ao Educa Mais Brasil, maior programa de incentivo educacional do país, que oferta bolsas de estudos com inscrições online, de maneira facilitada.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Previous ArticleNext Article