Teremos 15 dias muito difíceis pela frente, diz Ratinho Junior em reunião com deputados

Vinicius Cordeiro

ratinho junior deputado paraná covid

O governador Ratinho Junior (PSD) alertou sobre as semanas complicadas que o Paraná terá pela frente no combate à covid-19. Ele participou de uma reunião nesta segunda-feira (8) com o presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador José Laurindo de Souza Netto, e os deputados Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, e Hussein Bakri (PSD), líder do governo no parlamento.

Ratinho ressaltou que o Paraná vive um novo momento diante da cepa descoberta em Manaus. Segundo o boletim de hoje, o estado acumula 722.990 casos e 12.505 mortes por coronavírus. Além disso, 97% das UTIs estão ocupadas e quase mil pessoas estão no aguardo por leitos.

“Era um cenário sem a variante amazônica, que é mais agressiva. A realidade agora é outra. Mais uma vez vamos precisar de todos os Poderes. Teremos 15 dias muito difíceis pela frente e queremos ter todos ao nosso lado nessa frente de batalha”, disse Ratinho Junior.

O governador citou que a nova variante da covid é quatro a seis vezes mais transmissível e aumentou os índices de hospitalização de pessoas mais jovens, o que ajudou no crescimento da fila de espera por leitos, passando de 40 (com base de 2020) para mais de 900.

O governo do Paraná tenta correr na abertura de novas vagas: foram 678 leitos criados em 12 dias e expectativa de mais mil leitos de enfermaria nas próximas semanas.

A administração ainda se preocupa com a dificuldade para conseguir insumos e equipamentos. Por isso, os gestores estão formando uma rede com empresas e cooperativas dispostas a doar monitores e respiradores para ganhar velocidade nos processos.

QUEREMOS SUPERAR A CRISE, DIZEM AUTORIDADES EM APOIO A RATINHO

Os presidentes dos Poderes Judiciário e Legislativo do Paraná adotaram a postura de apoio irrestrito ao governo Executivo para vencer a guerra contra a covid. O desembargador José Laurindo de Souza Netto apontou que o momento é de solidariedade e destacou a atuação da administração estadual.

“Estamos na linha de frente do confronto. É um momento difícil e precisamos nos apoiar. Governo do Estado tem feito o necessário para enfrentar toda essa demanda, dobrando os leitos, ofertando EPIs. A ideia é manter o diálogo e a cooperação, tomar decisões coerentes com o momento da pandemia. Também nos adaptamos a essa realidade no Tribunal de Justiça e estamos desempenhando nosso papel para apoiar a sociedade”

Já o deputado estadual Ademar Traiano afirmou que a Assembleia Legislativa será parceira das decisões difíceis.

“É importante apoiar as decisões técnicas e científicas. É um quadro que envolve uma série de variáveis. Mas o fundamental nesse momento é o apoio. Queremos superar essa crise. Há uma angústia dos empresários, do setor privado, dos trabalhadores. E, se necessário for, dentro dos aspectos legislativos, a Assembleia estará pronta para apoiar o Governo”, disse.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="749970" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]