18 pessoas são denunciadas por fraude de licitações na compra de uniformes escolares

Vinicius Cordeiro

mppr denúncia

18 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nesta quinta-feira (7) por fraude em licitações municipais. Essa denúncia foi feita no âmbito da Operação Cartas Marcadas, deflagrada no dia 9 de julho. As informações foram dadas com exclusividade pelo portal G1 e confirmadas pela reportagem.

Todo o grupo responderá por falsidade ideológica, associação criminosa e fraudes a licitações. Além disso, as investigações mostram que os envolvidos atuaram em 17 cidades paranaenses e cinco estados. A suspeita foi levantada após uma denúncia da Prefeitura de Londrina. O município da região norte do Paraná abriu uma licitação no ano passado para a compra de uniformes escolares. Nesse processo, os servidores acabaram levantando irregularidades a partir da documentação das empresas.

O esquema funciona da seguinte forma: diversos empresários participavam das licitações municipais para a compra de uniformes escolares. Todas as empresas investigadas tinham pessoas ligadas entre si e algumas contavam, inclusive, com o mesmo representante. Ou seja, elas violavam o sigilo e fraudavam qualquer concorrente na licitação.

Além disso, os suspeitos ainda ofereciam propina aos concorrentes para eles desistirem do processo licitatório. Caso o dinheiro não fosse aceito, os lances dados eram abaixo do mercado, tentando quebrar as empresas que não estavam dentro do esquema.

Segundo o promotor Renato de Lima Castro, há expectativa de mais descobertas. “Esse grupo criminoso é muito grande, atua em várias cidades do Paraná e em outros estados. A denúncia é resultado da primeira parte das investigações, ainda estamos analisando os documentos que foram apreendidos na deflagração da operação”, disse ao G1.

Previous ArticleNext Article