1º de Maio Unificado reúne as maiores centrais sindicais do Brasil em Curitiba

Andreza Rossini, Mariana Ohde e BandNews FM Curitiba

A programação terá início pela manhã e segue durante a tarde com shows e atos políticos.

Centrais sindicais organizam uma programação intensa para o Dia do Trabalhador, celebrado nesta terça-feira (1º). Em Curitiba, os eventos têm início ainda pela manhã, à 7h. A capital deve receber caravanas de todo o estado e também do Brasil. O evento foi chamado 1º de Maio Unificado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, foram identificados 37 ônibus interestaduais fretados para a manifestação em Curitiba, até às 15 horas desta segunda-feira (30). Entre os estados de origem dos manifestantes estão Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Além das ações pelo Dia do Trabalhador, atos em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão previstos. Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF), no bairro Santa Cândida, desde o dia 7 de abril. Ele cumpre pena de 12 anos e um mês decorrente da condenação no caso do triplex do Guarujá (SP), no âmbito da Operação Lava Jato.

Às 7h, manifestantes devem se reunir no terminal de ônibus do Boa Vista, que fica a 2,5 km de distância da Superintendência. Por volta de 8h, eles caminham em direção ao acampamento Lula Livre, a cerca de uma quadra do prédio. No ponto de encontro, a chamada Praça Olga Benário, eles devem realizar o já tradicional “Bom dia, Lula” e uma celebração ecumênica.

Durante a tarde, a programação segue na Praça Santos Andrade, no Centro da capital, onde Lula discursou as duas vezes em que esteve em Curitiba antes da prisão.

Participam do ato a Central dos Sindicatos Brasileiros, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, Central Única dos Trabalhadores, Força Sindical, Central da Classe Trabalhadora, Nova Central e União Geral dos Trabalhadores.

A partir das 16h, irão se apresentar vários artistas como as cantoras Beth Carvalho, Maria Gadu e o rapper Renegado, além de bandas locais. A expectativa da organização é que pelo menos 25 mil pessoas participem do 1º de Maio Unificado.

Um esquema especial de segurança deverá ser montado pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná. No entanto, por enquanto, a secretaria ainda não divulgou detalhes do esquema. Durante a última semana, autoridades de segurança do estado se reuniram com representantes de entidades sindicais para tratar do assunto.

Lula Livre

O chamado 1º de Maio Unificado tem como tema “Em defesa dos direitos e por Lula livre”. O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves Juruna, explica que a união dos trabalhadores de diferentes centrais tem o objetivo, além de protestar contra a prisão de Lula, a formação de uma proposta unitária para apresentar aos futuros candidatos à Presidência da República.

“O 1º de Maio Unificado aumenta o poder de pressão, de possibilidade de fecharmos uma proposta unitária”, afirma, ressaltando que as reivindicações dos movimentos devem estar na pauta dos candidatos à Presidência.

Os sindicalistas têm como pauta uma série de itens como a política de geração de empregos, a defesa da Previdência Social, o fim da lei de congelamento de gastos e a revogação da Reforma Trabalhista.

Os presidentes das centrais como a CUT, Força Sindical, UGT e Intersindical vão participar do ato bem como representantes de movimentos sociais como MST e MTST.

 

 

Previous ArticleNext Article