Com fim do prazo de desistência, Luiz Antônio Bonat é o magistrado mais antigo inscrito para substituir Moro

Mariana Ohde


O prazo para desistência da participação no concurso de remoção que está selecionando um substituto para o agora ministro Sergio Moro terminou à meia-noite. Com isso, o juiz federal Luiz Antônio Bonat é o magistrado mais antigo concorrendo ao cargo.

Apesar de ele ter preferência, a escolha oficial do nome será feita em julgamento sem data definida, na Corte de Administração do Tribunal Regional da 4ª Região (TRF4).

O concurso de remoção foi aberto quando Sergio Moro saiu da 13ª Vara Federal de Curitiba, onde conduzia os processos da Operação Lava Jato, para assumir o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública, no governo de Jair Bolsonaro. O juiz federal selecionado para ocupar o antigo cargo de Moro ficará responsável pelos processos da operação.

Ao todo, 25 magistrados se inscreveram. Conforme o edital, todos os juízes que atuavam na região Sul poderiam se candidatar e a seleção teria como critério a antiguidade.

Luiz Antônio Bonat, que é o provável substituto, trabalhou como auxiliar e técnico judiciário desde 1978. Nesse ano, foi aprovado no processo seletivo e foi designado para a Vara de Foz de Iguaçu.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal