Bolsonaro recua de declaração sobre imigrantes brasileiros nos EUA

Folhapress

Por Patrícia Campos Mello e Marina Dias

O presidente Jair Bolsonaro recuou e pediu desculpas nesta terça-feira (19) por uma declaração sobre imigrantes concedida em entrevista à Fox News.

Na ocasião, o presidente brasileiro disse que “a grande maioria dos imigrantes em potencial não tem boas intenções nem quer fazer o bem ao povo americano”.

Ao ser questionado por jornalistas sobre o que quis dizer com a mensagem, Bolsonaro afirmou que cometeu “um equívoco”.


“Foi um equívoco meu. Boa parte tem boas intenções, a menor parte, não. Peço desculpas aí”, disse em Washington, após reunião com o presidente Donald Trump, na Casa Branca.

“Agora, tem muita gente que está de forma ilegal aqui [EUA] e isso é uma questão de política interna, não é nossa. Eu também gostaria que, no Brasil, só tivesse estrangeiros legalizados e não de forma ilegal, como existe. Me desculpem mais uma vez o equívoco ou ato falho”, completou.

A Fox News é uma emissora de TV com linha editorial favorável a Trump. Na entrevista à jornalista Shannon Bream, nesta segunda-feira (18), o presidente brasileiro tinha dito que gostaria que os EUA levassem em frente a atual política anti-imigração e se posicionou a favor da construção de um muro na fronteira entre EUA e México -promessa de campanha do americano.

Na véspera da chegada de Bolsonaro a Washington, seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que ganhou protagonismo durante a visita, disse que os imigrantes brasileiros em situação ilegal eram “uma vergonha nossa”. Um dia depois, tentou contemporizar a fala em entrevista à Record.

“A declaração foi para dizer que o Brasil tem responsabilidade com seus nacionais e não vai ficar permitindo que brasileiros entrem, facilitando, melhor dizendo, a entrada de brasileiro em qualquer lugar que não seja da maneira legal”, disse o deputado.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook